O Portal Eu Amo Curitiba selecionou duas peças do Festival de Curitiba para destacar no Portal Banda B: Ricardo III, em cartaz até o dia 8 de abril, e a peça do Fringe ‘Love Fair”, com apresentação neste sábado (31). Vale conferir:

Ricardo III – Divulgação

Adaptação da obra clássica de William Shakespeare, o espetáculo Um Ricardo III faz uma sessão gratuita nesta quarta-feira, 21, no Teatro Enio Carvalho, antigo Espaço Cultural FALEC, na Mateus Leme. A peça é dirigida por Rafael Camargo, com produção de Dimas Bueno e tem no elenco Bruno Rodrigues, Chriris Gomes, Pagu Leal e Zeca Cenovicz.

Buscando capturar a essência do texto, a montagem tem 50 minutos, com um formato de encenação que segue a linha de pesquisa que Camargo vem desenvolvendo, com a proposta de ‘limpar’ todos os excessos. “Substancialmente, ficam a interpretação, o figurino, a luz, o cenário e a sonoplastia no mesmo diapasão. Podemos chamar de teatro mínimo ou essencial”, explica o produtor.

“Focamos na personalidade do Ricardo lll, nos bastidores da política e do poder e na construção de uma imagem. É a mentira repetida se tornando verdade, a manipulação da opinião pública, a construção de um projeto de poder. Parece que tudo foi escrito hoje”, completa o diretor do espetáculo que faz parte também do Fringe, do 27.º Festival de Curitiba.

As apresentações acontecem até 15 de abril, de quarta-feira a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h. Mais detalhes, clique aqui

 

Love Fair – Divulgação

Pela terceira vez na Mostra Fringe do Festival de Curitiba, a Cia Poéticas, do Espírito Santo, apresenta Love Fair, um espetáculo voltado para o público jovem. A apresentação acontece no Auditório Brasílio Itiberê, no dia 31 de março.

A peça traz testemunhos sobre o desejo, escritos pelos próprios atores, que contracenam com corações de carne (de verdade) em um cenário de folhas secas.”Nosso coração as vezes pesa, é incômodo, maior que o peito. As vezes treme quando não devia e não treme quando devia. Nosso coração é rebelde, indisciplinado, selvagem. As vezes parece, sobretudo, estranho“. Esta é a ideia norteia a encenação de Love Fair.

Quer saber detalhes da peça? Clique aqui

Quer saber tudo sobre o Festival Curitiba? Clique aqui no Eu Amo Curitiba