Divulgação

 

O diretor de Os Crimes de Grindelwald afirmou que a homossexualidade de Dumbledore não será tratada no filme. O longa é o segundo da série Animais Fantásticos, que se passa no mesmo universo da série Harry Potter.

David Yates disse ao Entertainment Weekly nessa quarta-feira, 31, que o assunto não será tratado neste filme da série. “Não explicitamente. Mas eu acho que todo fã já está ciente disso”.

Escritora da série Harry Potter, JK Rowling revelou em 2007 que o diretor da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts era homossexual. “Dumbledore se apaixonou por Grindelwald e isso só intensificou o horror que sentiu quando ele se tornou o que se tornou”, disse Rowling à época.

Por isso, os fãs suspeitaram que o assunto seria explorado nesse filme, uma vez que ele contará a perseguição do jovem Dumbledore (estrelado por Jude Law) perseguindo o fugitivo bruxo das trevas Grindelwald (Johnny Depp).

Contudo, JK Rowling, que também escreve o roteiro dos filmes, não negou que o assunto possa surgir em longas futuros. “Eu não posso dizer tudo que eu gostaria de dizer porque essa história está dividida em cinco partes. Então, ainda há muito o que desenvolver sobre esse relacionamento”.

“Vocês verão o Dumbledore como um homem jovem e, de certa forma, inquieto. Ele nem sempre foi tão sábio… Nós o veremos em uma fase de formação de sua vida. Quanto à sua sexualidade, fiquem atentos”, finalizou.

Os Crimes de Grindelwald está previsto para ser lançado em novembro de 2018.