Da SMCS

O Ministério do Trabalho lançou em maio, o aplicativo Sine Fácil (Sistema Nacional de Emprego Fácil), que permite ao trabalhador encontrar, de forma prática e rápida, vagas de emprego adequadas ao seu perfil, capaz de ser utilizado sem dificuldades, mesmo por quem tem pouco conhecimento em informática ou tecnologia.

(Foto: Divulgação SMCS)

Para poder utilizar o aplicativo, o trabalhador deverá ter um código de acesso (QR Code), que é gerado pela internet. Pensando nisso, a Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, disponibiliza aos cidadãos colombenses, que não tem acesso à internet ou tem dificuldades, a possibilidade de ir ao posto Sine (Sistema Nacional de Emprego) para atualizar seu cadastro e solicitar a geração de um QR Code, para ter acesso às funcionalidades.

“O Sine Fácil é mais uma ferramenta importante, pois, tem interface simples e intuitiva no uso do aplicativo – otimizando os serviços oferecidos na Agência do Trabalhador. Quem ganha é o cidadão de forma rápida e ágil, ajudando na geração de emprego e renda”, ressalta o secretário da pasta, Antônio Ricardo Milgioransa. Vale lembrar, que o aplicativo já está disponível para celulares com o sistema Android e, em breve, estará acessível para o sistema IOS (operacional móvel da Apple).

Entre os serviços que o aplicativo oferece, estão: consultar o seguro-desemprego e saber se sobre parcelas, notificações, recursos e vínculos e a agenda de entrevistas, pois, após o trabalhador se candidatar a uma vaga disponível, o aplicativo gera o encaminhamento para entrevista, com data e horário marcados; informar-se sobre vagas de emprego disponíveis pelo perfil profissional e consultar o abono salarial e contratos.

Além de solicitar o QR Code no Sine, aqueles que possuem acesso à internet, também podem requerer o código no portal Emprega Brasil, se cadastrando no site empregabrasil.mte.gov.br . Ou quem já tem este cadastro, pode ter acesso a três funcionalidades: intermediação de Mão de Obra; consulta de contratos e abono salarial. Caso o cadastro não esteja completo a consulta é restrita aos dois últimos serviços.

Outra forma de acesso é destinada para requerentes do seguro-desemprego e trabalhadores que não têm acesso ao Portal-Emprega e não são requerentes do seguro-desemprego. Para quem é requerente, a solicitação é emitida pelo empregador e entregue ao trabalhador no momento da dispensa, assim, o QR Code também pode ser gerado após o processo da habilitação do benefício, realizado no Posto de Atendimento do Ministério do Trabalho.

E para quem não se encaixa em nenhum destes dois perfis, deve ir a um posto Sine, atualizar seu cadastro e solicitar atendente geração de um QR Code, que permitirá o acesso a todas as utilidades, com exceção do seguro-desemprego.