Redação com Fecomércio – PR

vendasAs vendas do comércio do Paraná fecharam com queda de 4,15% no mês de outubro. O dado refere-se ao acumulado do ano (a soma das vendas de janeiro a outubro de 2016, comparada à soma das vendas de janeiro a outubro de 2015). As informações são da Pesquisa Conjuntural do Comércio, realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR).

Comparadas às de setembro, as vendas em outubro cresceram 3,48%. Na comparação com o mesmo mês de 2015 houve queda de 6,25%.

As maiores vendas do varejo do Paraná no período janeiro-outubro estão registradas nos ramos de supermercados e farmácias, que cresceram, respectivamente, 3,33% e 0,8%. Todos os demais setores apresentam desempenho negativo nesse período.

As regiões do Estado também acumulam resultados negativos. Atrás apenas do Litoral, Curitiba tem a segunda baixa mais expressiva (-5,68%), motivada pelo desempenho negativo dos diversos setores, em especial das lojas de departamento. Esse setor, que comercializa produtos de maior valor agregado, finalizou outubro com queda de 24% na capital. Nas outras regiões, a queda vai de 10 a 20%.

As vendas de outubro comparadas ao mesmo mês de 2015 apresentam queda em todos os ramos do varejo. Os dados mais imediatos, vendas de outubro comparadas ao mês anterior, setembro, indicam queda apenas em autopeças, -19,96%. Todos os demais estão em crescimento, sendo os melhores desempenhos para lojas de departamentos (20,84%), e vestuário e tecidos (18,96%).

Compras

As compras do Estado também estão em queda. O único estoque positivo no acumulado do ano é o de supermercados e de farmácias, exatamente os setores que cresceram em vendas.