Da Redação

Os trabalhadores da fábrica da Volkswagen de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, aprovaram nesta segunda-feira (19) a proposta de acordo salarial que prevê a redução dos salários da jornada de trabalho, com adesão ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE), iniciativa do governo federal. A empresa é a primeira a aderir ao programa no estado. A carga horária será reduzida em 20% e a remuneração dos trabalhadores, em 10%, devido a subsídios do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

metalurgicos

Foto: Divulgação

De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, o que neste momento é preservar os empregos dos trabalhadores. “Além disso, também conseguimos manter a política de reajuste salarial, garantindo a reposição da inflação tanto em 2015, como em 2016”, disse.

A unidade paranaense da Volkswagen emprega cerca de 3.500 trabalhadores (2.400 da produção e 1100 do administrativo). Atualmente, estão sendo produzidos 460 veículos por dia (a capacidade da fábrica é de 840/dia). Os modelos produzidos são o Fox, Crossfox, Space Fox, Golf e Audi A3.  Em 2016, inicia também e produção do Audi Q3. Além do mercado interno, a montadora produz para Argentina, Venezuela, Chile e México.

Com a aprovação, o trabalhadores também aceitam uma maior participação nos lucros e resultados.

Plano de demissão voluntária

A aprovação inclui também um plano de demissão voluntária. Quem aderir vai receber de 5 à 10 salários adicionais de acordo com o tempo de empresa