Redação com assessoria

Os portos de Paranaguá e Antonina fecharam o primeiro semestre de 2013 com 22,19 milhões de toneladas de cargas movimentadas. O volume é 5,6% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. A receita cambial registrada pelas exportações nos portos somou US$ 8,4 bilhões.

Mesmo com a alta na movimentação, os portos fecharam o semestre sem o registro de problemas logísticos no recebimento e escoamento de cargas. Ao todo, chegaram ao pátio de triagem do Porto de Paranaguá 189 mil caminhões, volume 4% superior a 2012.

“Adotamos uma política rígida de controle de recebimento de cargas e conseguimos acabar com o problema das filas. Um amplo trabalho de comunicação e diálogo com os atores envolvidos no processo permitiu que puséssemos fim a este problema que há décadas atingia os portos paranaenses”, explica o superintendente dos portos, Luiz Henrique Dividino.

Entre os destaques na movimentação estão o milho, que totalizou 2,2 milhões de toneladas exportadas, um aumento de 163% em relação a 2012. O açúcar também apresentou alta, fechando o semestre com 1,9 milhão de toneladas exportadas – e volume 36% superior ao registrado no ano passado.

Considerando as importações, o destaque fica com os fertilizantes, que somaram 4,7 milhões de toneladas movimentadas, o que representou aumento de 22% em relação ao ano passado.

ANTONINA – Considerando a movimentação apenas do Porto de Antonina, no primeiro semestre foram movimentadas 764,7 mil toneladas de produtos no Porto. O volume é 86% superior à movimentação registrada no mesmo período do ano passado e reflete o os resultados do trabalho de revitalização e recuperação do Porto de Antonina.

GRÃOS – A movimentação da soja ainda apresenta baixa no comparativo com 2012. Os números refletem o intenso período chuvoso na cidade e também a movimentação atípica do milho, que se estendeu até o mês de maio. De janeiro até junho, foram registrados 51 dias de paralisações no carregamento de granéis por conta das chuvas. No ano passado, neste mesmo período, foram 39 dias.

No primeiro semestre, o Porto de Paranaguá exportou 4,4 milhões de toneladas de soja e 2,5 milhões de toneladas de farelo, registrando queda de 10% no comparativo de movimentação dos produtos no mesmo período de 2012. No entanto, a expectativa é que no segundo semestre a movimentação do grão se recupere.