patio batel

Fachada ainda em obras do Pátio Batel – Foto: Antonio Nascimento/Banda B

Por Denise Mello, com Sindishopping

Contagem regressiva. No dia 10 de setembro, ao meio dia, o Pátio Batel abre as portas para os clientes em Curitiba. É a inauguração oficial do mais novo espaço comercial da capital paranaense com 110 mil metros quadrados de área construída e 200 lojas. A promessa é “tirar o fôlego” do cliente,  diante de tantas novidades.

Mas para a inauguração acontecer muito se caminhou até aqui. Ainda assim, na última semana antes da abertura, o ritmo é alucinante. De um lado para o outro, operários e decoradores dão os últimos retoques no shopping, enquanto lojistas, funcionários e fornecedores correm contra o tempo para deixar cada espaço comercial pronto, a ponto de receber os clientes. E tudo começou com o sonho de um homem: Salomão Soifer, empresário curitibano que, aos 80 anos comanda o segundo empreendimento do grupo em Curitiba. O primeiro foi o Shopping Mueller, em 1983.

Soifer diz que é o Pátio Batel é o presente que ele sempre quis dar para Curitiba. E um presente nada modesto. “Queríamos fazer um empreendimento diferente sobre todos os aspectos [compras, lazer e entretenimento] e por isso fomos buscar algo a mais”, diz Soifer.

Este “algo mais” trará para a capital nada menos que 50 marcas inéditas no Sul do Brasil, entre elas, uma das grifes mais luxuosas e famosas do mundo: a francesa Louis Vitton, que ganhou lugar de destaque no shopping, logo na entrada, com uma vitrine que já vem dando o que falar.

Para ler a reportagem completa, clique aqui