Da Redação

De janeiro até agosto deste ano a Agência Curitiba de Desenvolvimento atendeu cerca de 20 mil micro-empreendedores e formalizou quase o dobro de negócios em relação ao mesmo período do ano passado. São 1371 novas empresas neste ano, contra 721 de 2012.

DIGITAL IMAGEA Agência Curitiba tem postos de atendimento espalhados pela cidade para ajudar os pequenos empreendedores a saírem da informalidade. Nos locais é possível tirar duvidas e receber ajuda para formalizar o próprio negócio. O SEBRAE é parceiro da agência neste tipo de atendimento. Desde o começo do ano foram feitos 19.046 atendimentos, sendo que destes 1.371 resultaram em novos empreendimentos. No mesmo período do ano passado 8.133 empreendedores foram atendidos e 721 novos negócios foram criados. O diretor técnico da Agência Curitiba, Armando Moreira Filho, acredita que a divulgação do programa federal Microempreendedor Individual (o MEI) tem estimulado a abertura de novos negócios.

Pelo MEI a pessoa que trabalha por conta própria e quer se legalizar como pequeno empresário precisa faturar no máximo R$60 mil por ano e não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular. O programa também permite que o novo empresário tenha um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. O diretor explica que os atendimentos feitos nos postos da Agência Curitiba são básicos e de orientação. O micro-crédito é oferecido depois, em outra etapa, quando o negócio já está formalizado.

Atualmente a Agência Curitiba tem postos de atendimento em sete Ruas da Cidadania: Boa Vista, Boqueirão, Cajuru, CIC, Fazendinha, Pinheirinho e Santa Felicidade, além do atendimento prestado na própria Agência, na Região Central. E a partir de semana que vem as opções aumentam, com o início do atendimento em mais um bairro importante.

Os ramos mais procurados para regularizar os negócios são os da alimentação, da estética e dos serviços gerais, principalmente construção civil. Os empreendedores interessados em se formalizar devem procurar os Postos de Atendimento da Agência Curitiba nas Ruas da Cidadania com RG e CPF, Comprovante de endereço Residencial e Comercial, Recibo de entrega do imposto de renda dos últimos dois anos; Título de Eleitor (Para quem não declarou imposto de renda); Capa do Carnê do IPTU do imóvel onde será a empresa e a metragem do local onde irá abrir o negócio.