Da Agência Brasil

O número de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos chegou a 2,21% do total compensado em março, de acordo com levantamento divulgado hoje (23) pela empresa de consultoria Serasa Experian. No mês passado, foram devolvidos 1.401.869 cheques e compensados 63.390.631. Em março do ano passado, esse percentual foi 2,36%. Em fevereiro de 2014, as devoluções alcançaram 1,99%.

cheque-sem-fundo-230414-bandab

(Imagem de Arquivo/Agência Brasil)

A explicação dos economistas da Serasa Experian para o aumento da inadimplência em março é a sazonalidade e as dificuldades financeiras do consumidor ante o cenário de inflação em crescimento e do acúmulo de compromissos típicos do primeiro trimestre do ano, como pagamento de impostos, despesas com material escolar, gastos das viagens de férias e pagamento das compras parceladas no final do ano passado.

Quando analisadas as regiões, observa-se que na Norte, a devolução de cheques em março alcançou 4,47% do total de cheques compensados, maior do que o registrado em fevereiro (4,03%). Em março do ano passado, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos nessa região chegou a 5%.