Da Agência Brasil

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia, habilitou 821 projetos para o leilão A-5, que proverá o abastecimento de energia elétrica do mercado a partir de 2019. O leilão está programado para o dia 28 próximo.

Os empreendimentos totalizam uma oferta de 29.242 megawatts (MW) de energia, dos quais se destacam 14.155 MW referentes a 577 projetos eólicos – geração de energia a partir dos ventos -; 4.872 MW relativos a 179 projetos de energia fotovoltaica; e 4.142 MW de apenas seis usinas termelétricas a gás natural.

A Bahia lidera os empreendimentos eólicos e fotovoltaicos habilitados, com um total de 209 e 107, respectivamente, informou a assessoria de imprensa da EPE.

Foram habilitadas para o leilão quatro hidrelétricas que somam oferta de 418 MW. Duas delas – Apertados e Ercilândia – estão localizadas no Rio Piquiri, no Paraná; a de Itaocara 1, no Rio Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro; e a Perdida 2, no Rio Perdida, em Tocantins, .

De acordo com a EPE, as únicas usinas que ainda não têm licenciamento ambiental são Ercilândia e Apertados. A documentação pendente deverá ser apresentada à empresa até o dia 24 deste mês conforme portaria do Ministério de Minas e Energia.