Da Redação

Com 87% do total de famílias, Curitiba teve o maior número de endividamento do Brasil em 2013, segundo pesquisa Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) divulgada nesta segunda-feira.

Nos anos anteriores – entre 2011 e 2012 – Curitiba também registrou porcentagens bem acima das médias. Em 2011, a média nacional foi de 63%, quando o município alcançou 90% da população endividada. No período seguinte, com a média brasileira mais baixa (59%), a cidade chegou ao nível de 88%. As informações fazem parte da e traz dados comparativos de 2011, 2012 e 2013, com base em informações do IBGE e da CNC.

Ainda nesse quesito, Florianópolis, em Santa Catarina, continua sendo a segunda na região Sul, com 86% – aumento de quatro pontos porcentuais sobre 2012, mas três abaixo do que foi registrado em relação a 2011. Após dois anos acima da média nacional, a capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, foi a única da região que obteve resultado menor do que o endividamento médio de 2013, com 60% das famílias gaúchas.

No que se refere à inadimplência, tanto Curitiba quanto Florianópolis estão levemente acima da média nacional de famílias com contas em atraso (21%), com 22% e 25%, respectivamente. Já Porto Alegre se igualou à taxa nacional.

As capitais do Paraná e de Santa Catarina também apareceram com proporção de comprometimento da renda maior do que a média nacional (30%). Com 32% de renda comprometida. O município gaúcho atingiu um volume pouco inferior à média, com 29%.

Outro dado revelado pela pesquisa foi o ranking nacional do valor médio de dívida por família. Nessa lista, Florianópolis, com R$ 3.094, se posicionou em segundo lugar, atrás somente de Vitória/ES (R$ 3.298). O menor foi registrado em Fortaleza/CE, no Nordeste do país (R$ 711). Ainda no Sul, Curitiba (R$ 2.364) ficou acima da média brasileira (R$ 1.840). Já em Porto Alegre, o valor foi de R$ 1.666.

1 – Número de famílias endividadas

Curitiba – 484.761

Florianópolis – 117.209

Porto Alegre – 264.472

2 – Parcela mensal da renda comprometida com a dívida

Curitiba – 32%

Florianópolis – 32%

Porto Alegre – 25%

3 – Valor médio de dívida por família

Curitiba – R$ 2.364

Florianópolis – R$ 3.094

Porto Alegre – R$ 1.666

4 – Famílias com dívidas em atraso

Curitiba – 22%

Florianópolis – 25%

Porto Alegre – 21%