Da Agência Brasil

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) aumentou 2,8%, em setembro, na comparação com agosto. Em uma escala de 0 a 200, a medição atingiu 136,7 pontos ante 133 pontos, segundo levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

A pesquisa mostra, no entanto, uma diferença de percepção dos consumidores de acordo com a faixa de renda. Na faixa dos que ganham confianca-consumidor-081013-bandabmenos de dez salários mínimos, a confiança aumentou 5,9% em relação a agosto passado e diminuiu 9,7% na comparação com setembro de 2012. Já no grupo com rendimento acima de dez salários mínimos, ocorreram quedas de 3,8% na variação mensal e de 21,5% ante setembro de 2012.

As consultas foram feitas com 2,1 mil consumidores e, em média, os entrevistados mostraram maior confiança nos dois indicadores que compõem o ICC. O índice sobre a percepção em relação à situação atual da economia subiu 4,8% e atingiu 139,5 pontos. O que mede as projeções para o futuro aumentou 1,4% e ficou em 134,9 pontos.