Agência Brasil

A balança comercial brasileira apresentou superávit de US$ 1,294 bilhão na terceira semana de junho. As exportações no período somaram US$ 6,050 bilhões, resultado 20% acima da média de US$ 1,008 bilhão, verificada até a segunda semana do mês. As importações chegaram a US$ 4,756 bilhões.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, houve aumento nas exportações de produtos manufaturados (92,8%). Entre os destaques estão plataforma para extração de petróleo, aviões, etanol, veículos de carga, e açúcar refinado. Cresceram também as vendas de produtos semimanufaturados (0,3%), com exportações maiores de semimanufaturados de ferro e aço, ouro em forma semimanufaturada, óleo de soja, e cátodos de cobre.

Por outro lado, diminuíram as vendas produtos básicos (-19,3%), sob o impacto da soja em grão, carne de frango, bovina e suína, do farelo de soja, e petróleo em bruto. Também houve queda nos gastos com equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos, e adubos e fertilizantes.

No mês de junho, a balança registrou superávit de US$ 1,649 bilhão. Em junho de 2012, a balança comercial foi superavitária em US$ 800 milhões.

No acumulado do ano, a balança comercial registra déficit de US$ 3,745 bilhões. As exportações alcançaram US$ 109,416 bilhões, com média diária de US$ 927,3 milhões, resultado 1,2% abaixo do verificado no mesmo período de 2012, que teve média diária de US$ 938,4 milhões.