Da Redação com assessoria

A Receita Federal (RF) está recebendo as declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) desde o início de março. Mas, muitos contribuintes têm dúvidas sobre as mudanças no preenchimento, nos perfis e prazos. Por isso, o Centro Universitário Internacional Uninter realiza mais uma edição do “Imposto de Renda ao Alcance de Todos”, no dia 8 de abril, das 8h às 12h.

(Foto: EBC)

Alunos do curso de Ciências Contábeis são capacitados pelos professores para atender a população que ainda tem questionamentos e não entregou a declaração. Em um mutirão realizado no calçadão da Rua XV de Novembro, os voluntários vão auxiliar as pessoas, gratuitamente.

“Essa prática prepara nossos alunos para a profissão e humaniza desde já o aprendizado. Além disso, é gratificante para nós, como profissionais, pois vemos a satisfação da pessoa à medida que esclarecemos suas dúvidas”, comenta Paolla Hauser, professora e coordenadora da ação na Uninter.

E não são poucas as mudanças. Agora, todos os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, em 2016, devem fazer a declaração. O valor teve aumento de 1,54% em relação ao ano passado. Outra novidade é que o sistema foi simplificado.

“Até 2016, a declaração tinha que ser feita em dois programas, mas agora o Receitanet foi incorporado ao PGD IRPF 2017, ou seja, não é mais necessária a instalação em separado”, explica Paolla. A professora ainda destaca que as fichas “Rendimentos isentos e não tributáveis” e “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva” foram repensadas para facilitar o preenchimento.

“É preciso considerar a realidade de cada um. Para alguns é importante saber que o limite anual de dedução por dependente passou para R$ 2.275,08 e que o limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 3.561,50. Além disso, é necessário informar o CPF de dependentes a partir dos 12 anos ou mais, completados até 31 de dezembro de 2016”, orienta.

Poucos sabem, mas mesmo sendo isento, em alguns casos é possível declarar. O contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis abaixo da faixa de corte da receita deve levar em conta se teve Imposto de Renda Retido na Fonte por algum motivo, por exemplo, quando a pessoa recebe um valor mais alto em função de férias ou recebimento de valores relativos à rescisão trabalhista, e o mais comum, o contribuinte trabalhou por algum período de tempo em uma empresa com retenção na fonte, mas, após o desligamento do trabalho esse montante não atingiu o valor mínimo para declarar, entretanto, possibilitou a criação de uma reserva de valores à restituir.

O prazo para enviar a declaração acaba às 23h59 do dia 28 de abril.