Pela primeira vez neste domingo (28), ovos de uma tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) foram encontrados por pesquisadores no Litoral do Paraná. De acordo com o Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), os 131 ovos foram encontrados no balneário Carmery, em Pontal do Paraná.

A espécie, segundo o LEC, é registrada pelo monitoramento de encalhes, mas essa é a primeira vez que há um registro de atividade reprodutiva. “Em busca de um local para desovar, o animal ‘caminhou pela areia’, passando por poças e raízes da restinga, até que fez a ‘cama’ e depositou os ovos. A tartaruga retornou ao mar logo após a desova. No Brasil, os principais sítios de desova estão no Nordeste, sendo a temporada de desova entre dezembro e março”, explica o laboratório.

Por segurança e com autorização do Centro Tamar, o LEC fez uma mudança no local do ninho para aumentar a chance de desenvolvimento. “Como a areia de nossas praias são muito compactadas, mais finas do que nas áreas que esta espécie costuma desovar, e ainda atualmente tem encharcado devido às chuvas, com autorização do Centro Tamar, a equipe do fez a translocação do ninho”, conclui.

Qualquer informação de atividade da tartaruga-cabeçuda pode ser repassada pelo telefone: 0800-642-3341.