Peão Giliard Antônio da Silva. Foto: Alberto Gonzaga

 

O peão Giliard Antônio da Silva, de 24 anos, morreu na noite de domingo (13), após sofrer vários pisões de um touro na Expoingá.

Ele participava de uma prova de montaria em touros, quando ficou pendurado apenas pela mão no touro Cineasta, de uma tonelada. Ele retornou para o animal, mas caiu novamente e foi pisoteado na cabeça.

As equipes de socorro que organizavam a tourada tentaram reanimar Giliard por cerca de quarenta minutos, mas ele não resistiu e morreu.

De acordo com informações, o peão sofreu uma fratura cervical, além de uma parada cardiorrespiratória. Mesmo com a morte, a Professional Bull Riders (PBR) decidiu continuar com a prova.

O competidor deixou a esposa e a filha de apenas um ano. No domingo de dias das mães ele prestou uma homenagem para os familiares e disse que se preparava para uma competição nos Estados Unidos.  A patrocinadora do peão lamentou a morte de Giliard, por meio de nota.