(Foto: Luiz Costa/SMCS)

 

A prefeitura de Curitiba anunciou, na manhã desta terça-feira (14), o aumento da tarifa técnica do transporte coletivo de R$ 3,79 para R$ 4,06. O cálculo corresponde ao custo exato de cada passagem e ao valor por usuário repassado às empresas que gerenciam o sistema. A mudança não vai alterar os R$ 4,25 que o passageiro paga para embarcar nos ônibus.

De acordo com a Urbs, o aumento de 7% leva em conta a decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) que suspendeu a redução da tarifa técnica determinada em agosto pelo Tribunal de Contas (TCE) – na ocasião, o valor caiu de R$ 4,03 para R$ 3,79. Outro fator que contribuiu para a alteração, ainda segundo a prefeitura, foi o reajuste do combustível na planilha após o Governo Federal ter elevado, em julho, a alíquota do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

O diretor executivo das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, Luiz Alberto Lenz César, afirmou que o aumento da tarifa técnica era natural considerando a decisão judicial favorável às operadoras e o reajuste do PIS/Cofins. “A decisão da Justiça já havia sido divulgada. Era só uma questão de tempo para que a nova tarifa técnica fosse repactuada”, afirmou.

O pagamento da nova tarifa será feito de forma retroativa ao final de agosto, quando o TCE determinou a redução do valor.