Manari (PE) faz parte do itinerário do jornalista. (Foto: http://manaripe.blogspot.com.br)

 

Todo mês é a mesma coisa: as contas chegam aos montes, é luz, água, aluguel, comida… Soma-se a isso a correria do dia a dia, as horas no trânsito e o estresse no trabalho. Essa é a vida nas grandes cidades, que já é difícil para a maioria das pessoas. Mas você já imaginou viver com apenas R$ 100 por mês?

O jornalista Pedro Rodrigues Neto, de 36 anos, pode apenas imaginar – por enquanto. Mas ele quer conhecer essa realidade de perto e, por isso, decidiu percorrer cerca de 20 mil km em uma viagem pelos 10 municípios mais pobres do Brasil. O itinerário passa por Pernambuco, Piauí, Maranhão, Amazonas e Acre.

Jornalista pretende compartilhar as experiências pelas redes sociais. (Foto: Arquivo pessoal)

A jornada vai começar no dia 13 de outubro e deve terminar no fim de janeiro do próximo ano. Segundo o jornalista, que é morador de Curitiba, 90% da população dos municípios que ele pretende visitar vivem com uma renda mensal de aproximadamente R$ 100. E ele pretende fazer o mesmo, na medida do possível.

“A minha trajetória já está firmada, eu tive todas as oportunidades que alguém precisa para prosperar. Dentro do momento em que vivo, acredito que chegou a hora de eu dar um retorno. Do ano passado para cá, senti um incômodo muito grande de ver como as pessoas enxergam a população de outros estados e regiões, que talvez elas nem conheçam. É o caso de municípios que não têm os mesmos recursos que as grandes cidades”, disse Pedro em entrevista à Banda B nesta quinta-feira (17).

São justamente por esses lugares que Pedro pretende passar, para compartilhas as experiências com outras pessoas, por meio das redes sociais. “Eu quero entender esse contexto, para melhorar como ser humano e aprender com as comunidades. A ideia é produzir textos, fotos e vídeos diariamente para postar no meu perfil e também em uma fanpage no Facebook”, completou o jornalista.

Entre as cidades, ele deve fazer uma pausa em algumas capitais para planejar os próximos passos e conseguir um bom sinal de internet, para não deixar os seguidores sem conteúdo. “Eu quero sentar com a criançada e ensiná-las a fotografar e filmar, para que mostrem, com a minha câmera, o modo como entendem a vida. Além disso, junto com a ajuda de amigos, pretendo também produzir um documentário”.

Viver com o mínimo

A proposta de Pedro é tentar se colocar em uma situação similar a das famílias que vivem em extrema pobreza, com uma renda média mensal de R$ 70 a R$ 150. “Sabemos que esse valor é algo surreal, ao menos para a nossa realidade. Eu não vou conseguir seguir esses números exatos porque tenho custos com o deslocamento, por exemplo. Mas vou tentar sim usar o mínimo para viver, buscando hospedagem com os próprios moradores e levando barraca para acampanhar”, afirmou.

A viagem será financiada com a ajuda de doações, por meio do site vakinha.com. Para Pedro, no entanto, as experiências pelas quais ele vai passar não têm preço.

“Eu tenho a expectativa de voltar um ser humano melhor. A minha vida até hoje foi muito generosa comigo. Atingi os meus objetivos profissionais e pessoais, mas existe um vazio a respeito do que eu posso fazer pelos outros. Quando você atinge o sucesso, que é a carreira, o dinheiro, o que a sociedade nos ensina que é a felicidade, vê que tudo é tão pequeno perto do que é existir e ser, como humano. Nós não podemos viver só por carreira, méritos pessoais ou ego, temos que viver também pelo outro”, finalizou.

Itinerário

Confira abaixo a lista de cidades pelas quais o jornalista pretende passar, com as capitais inclusas:

Recife – PE
Manari – PE
Manari PE/ Guaraibas – PI
Novo Santo Antônio – PI
Milton Brandão – PI
Santo Amaro – MA
Belágua – MA
Matões do Norte – MA
São Luiz -MA
Centro do Guilherme – MA
Belem – PA
Manaus – AM
Rio Branco – AC
Pauini – AC
Jordão – AC