(Foto: Divulgação)

 

Após um ano difícil para o terceiro setor, que muitas vezes vive apenas de doações, 22 instituições beneficentes do Paraná e Santa Catarina vão encerrar 2017 com mais fartura e com a possibilidade de iniciar 2018 com um planejamento estruturado e uma folga no caixa. Tudo graças à Campanha Solidária Condor, que acontece durante o mês de setembro e é viabilizada por intermédio de parcerias formadas entre a Rede Condor e seus fornecedores.

No ano passado foi doado um total de R$ 558.800,00 e, neste ano, o valor foi ainda maior e será divulgado nesta quinta-feira, 21 de dezembro, às 8h30, em um café da manhã no Hotel Lizon, em Curitiba, para os representantes das entidades.

O sucesso é o resultado do engajamento dos clientes, que optam pelas centenas de produtos participantes promocionados em tabloides de ofertas, em que parte da venda são revertidas em vale-compras para as instituições selecionadas.

A Campanha Solidária está em sua 11ª edição e já doou mais de R$ 3,3 milhões para 196 entidades. Neste ano, a arrecadação será repassada para 22 instituições localizadas nas seguintes cidades: Almirante Tamandaré, Apucarana, Araucária, Campo Largo, Castro, Colombo, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Lapa, Londrina, Maringá, Paranaguá, Pinhais, Ponta Grossa ou São José dos Pinhais, e em Santa Catarina, na cidade de Joinville. Elas terão um ano inteiro para utilizar os vale-compras que podem ser trocados por alimentos, produtos de higiene e limpeza, bazar, roupas e eletros, em qualquer uma das 44 lojas da rede.

“Esta é uma campanha sólida e que contribui com o planejamento anual das instituições. Em períodos de turbulências econômicas, as entidades são as mais prejudicadas e ações como a Campanha Solidária são fundamentais para que elas possam se manter e continuar com os trabalhos em prol da nossa sociedade e dos menos favorecidos”, afirma a presidente do Instituto Joanir Zonta, Sandra Zonta.

Uma das instituições beneficiadas em 2016 foi a Associação das Senhoras da Caridade São Vicente de Paulo, Paróquia São Cristóvão, que utilizou o valor em alimentos para famílias carentes. “A Campanha Solidária Condor, além de colaborar com as entidades fazendo doações expressivas, proporciona uma melhor qualidade de vida aos assistidos e colabora também para uma sociedade mais justa e promissora”, disse a representante Paulina Kuczynski, que dos seus 91 anos, 50 foram dedicados aos atendidos pela associação.

Para a Legião da Boa Vontade de Londrina (LBV), que atende crianças, adolescentes, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade, o valor foi importante para poupar os recursos utilizados em alimentação e realizar investimentos nas instalações. “Servimos diariamente cerca de 300 refeições, entre café da manhã, almoço e lanche e utilizamos a doação para melhorar o atendimento e para adquirir gêneros alimentícios, material pedagógico e itens de limpeza e de higiene. Esse valor que a LBV gastaria, ela economizou no orçamento mensal e pode realizar a substituição das grades que revestem a fachada do imóvel que está em fase de conclusão”, relatou o Gestor Social da LBV, Kleber Maricato.