Protesto na manhã desta quarta-feira (16) em frente à garagem da Viação Piraquara – Foto: Banda B

Motoristas e cobradores da Viação Piraquara atrasaram a saída dos ônibus na manhã desta quarta-feira (16), em protesto contra o descumprimento de um acordo prévio de não demissão entre as empresas e os trabalhadores. O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba (Sindimoc) promoveu o protesto, por volta das 5 horas, contra duas demissões de dois cobradores promovidas pela empresa, mesmo diante do acordo de estabilidade assinado, disse o presidente do Sindimoc, Anderson Teixeira.

“Não conseguimos o reajuste que queríamos nas negociações este ano diante da situação econômica e optamos em fechar um acordo priorizando o emprego dos trabalhadores. Colocamos no papel, em convenção coletiva, a estabilidade da categoria. Ainda assim, no segundo dia da vigência do acordo, a Viação Piraquara demitiu dois funcionários, de forma ilegal e desrespeitando o que foi acordado com as empresas. Este protesto hoje é pra esclarecer e não está descartada uma paralisação”, informou Teixeira.

Segundo o Sindimoc, a Viação Piraquara estaria desrespeitando Convenção Coletiva da categoria, que prevê estabilidade de emprego para todos os cobradores até maio de 2019, quando uma nova negociação salarial será realizada. Entre os demitidos está um cobrador que tinha 28 anos de casa.

O protesto provocou atrasos na saída dos ônibus. A Viação Piraquara atende o município na parte urbana, metropolitana e rural. O Sindimoc exige readmissão imediata dos cobradores demitidos ilegalmente A empresa ainda não se manifestou.