Foto – Divulgação

Será realizada no dia 20 de maio (domingo) mais uma tradicional festa em honra à Santa Rita de Cássia, em Curitiba. O evento – organizado pelo santuário de mesmo nome e localizado à rua Padre Dehon, 728, Hauer – pretende atrair milhares de pessoas nas atividades que homenageiam a Santa das Causas Impossíveis. A programação tem início dia 13 de maio, com a Novena Preparatória que será celebrada até dia 21, sempre às 19h. Nas novenas do dia 13 até dia 18 serão vendidos lanches após a missa.

Os festejos de domingo começam às 9h30 com a imagem de Santa Rita saindo em carreata da paróquia São Francisco (rua Francisco Derosso, 715) com destino ao santuário, no Hauer. Às 10h será realizada a missa campal celebrada pelo padre Gilberto Bonato Xavier, Superior Provincial da Província Brasileira Meridional da Congregação Dehoniana no Brasil.

Em seguida a comunidade será convidada a participar de um almoço festivo. Os convites serão vendidos até o dia 13 de maio ao preço de R$ 30,00. A partir desta data e no dia do evento o almoço custará R$ 35,00 por pessoa. A exemplo de 2017, os fieis também poderão comprar o almoço para viagem e levar para casa. No período da tarde serão realizadas atividades recreativas e religiosas (haverá novena as 14h, e às 16h e 19h, missa com novena) envolvendo a comunidade. Cerca de 300 voluntários participam da organização da festa.

Agradecimentos

Como explica o novo pároco do Santuário de Santa Rita de Cássia, padre Carlos Alberto Rodrigues, scj, “A festa de Santa Rita de Cássia é um dos eventos mais tradicionais da região, uma vez que a devoção à padroeira está presente desde a colonização da antiga Vila Hauer”. Ao longo do ano o santuário recebe devotos de todo o Brasil. “São muitos os que vem agradecer e intercessão de Santa Rita junto a Deus. E é por isso que a igreja também está sempre florida, especialmente às quintas-feiras, quando temos os dias devocionais. As flores são uma mostra de gratidão”, explica o sacerdote.

As celebrações prosseguem até dia 22 de maio (terça-feira), data em que católicos do mundo todo relembram a trajetória de Santa Rita de Cássia, suas virtudes e exemplo de fé. A programação engloba missas com novena às 9h, 16h e 19h e novenas às 7h, 12h e 14h. A missa principal acontece às 19h e será presidida por Dom Amilton Manoel da Silva, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba.

Os recursos obtidos com os festejos em honra à padroeira serão investidos nas obras sociais da paróquia e em benfeitorias nas instalações para melhor receber a comunidade que participa diariamente das dezenas de atividades pastorais e catequéticas promovidas no Santuário.

Foto – Divulgação

Devoção

Santa Rita nasceu na Itália, em 1831. Chamada Margherita, ganhou o carinhoso apelido de Rita com o qual seria conhecida no mundo todo, associado ao título de Santa das Causas Impossíveis.

Sua história de fé começa com um casamento contrariado. Conta a narrativa que para satisfazer ao gosto dos pais a jovem casou com um homem temperamental, com o qual teve dois filhos. Durante os 18 anos do matrimônio, Rita procurou pregar a paz e a harmonia no lar e, à custa de muita oração, abrandou o temperamento forte do esposo chamado de Paulo Ferdinando.

Um dia, entretanto, seu marido foi brutamente assassinado e jogado à beira de uma estrada. Na intenção de vingar a morte do pai, os dois filhos de Rita juraram fazer o mesmo com seus malfeitores. Para evitar que seus filhos fizessem o mal a terceiros, Rita pediu que Deus os protegesse e, se fosse o caso, levasse suas almas. E foi o que aconteceu. Os dois partiram, vítimas de uma doença sem cura, após perdoarem os criminosos que tanto odiavam.

Abalada com a morte do esposo e dos filhos, Rita desejou recolher-se ao Convento das Agostinianas de Cássia, mas não foi aceita. Com espírito fervoroso, rogou aos santos de sua devoção: São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolau de Tolentino. Ingressa no convento, viveu ali 14 anos até sua morte, trazendo na testa um estigma e associando-se assim a um dos momentos mais fortes da crença católica: a Paixão de Cristo.

Rita morreu no mosteiro de Cássia em 22 de maio de 1457 e não foi sepultada; seu corpo ficou exposto no oratório até 1595, ocasião em que foi transladado para a igreja anexa ao mosteiro, hoje dedicado a ela. O seu corpo permanece intacto.

Foi canonizada em 1900 e, desde então, é modelo e amparo para milhares de pessoas, sendo considerada nos dias atuais como a terceira santa mais popular do mundo. Segundo o Papa João Paulo II, “Rita foi reconhecida ‘santa’ não tanto pela fama dos milagres que a devoção popular atribui à eficácia de sua intercessão junto de Deus todo-poderoso. Porém, muito mais pela sua assombrosa ‘normalidade’ da existência quotidiana, por ela vivida como esposa e mãe, depois como viúva e enfim como monja agostiniana”.

Serviço:

O quê: Tradicional festa em Honra à Santa Rita de Cássia

Quando: 20/05 (domingo) – Celebração em Honra à Santa Rita de Cássia

9h30 – Saída com a imagem de Santa Rita de Cássia da Paróquia São Francisco

10h – Missa festiva presidida pelo Padre Gilberto Bonato Xavier, scj, Superior Provincial da Província Brasileira Meridional da Congregação Dehoniana no Brasil.

12h – Almoço festivo (risoto, carne vermelha, frango e saladas). Convites à venda no local a R$ 35,00 por pessoa (crianças até 10 anos pagam meia), com opção de compra para viagem para levar para casa.

– novena às 14h, missa c/ novena as 16h, e às 19h missa com novena

Onde: Paróquia Santuário Santa Rita de Cássia [rua Padre Dehon, 728, Hauer, Curitiba-PR, [tel. 41-3276-2075].

O quê: Missa com Novena celebrada pelo padre Anísio José, scj, seguida de Procissão Luminosa

Quando: 21/05 (segunda-feira), 19h

Onde: Paróquia Santuário Santa Rita de Cássia [rua Padre Dehon, 728, Hauer, Curitiba-PR, [tel. 41-3276-2075].

O quê: Celebrações do Dia de Santa Rita de Cássia

Quando: 22/05 (terça-feira)

Celebrações: missas com novena às 9h, 16h e 19h. Novenas às 7h, 12h e 14h.

19h – Missa de encerramento dos festejos celebrada por Dom Amilton Manoel da Silva, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba

Onde: Paróquia Santuário Santa Rita de Cássia [rua Padre Dehon, 728, Hauer, Curitiba-PR, [tel. 41-3276-2075].