Quem passou desavisado pelo Centro de Curitiba neste domingo de Carnaval tomou um susto, devido aos milhares de mortos-vivos que caminhavam sozinhos ou em grupos. Apesar da aparência assustadora, eles eram inofensivos e apenas estavam curtindo a 9° edição da Zombie Walk, que já faz parte do calendário da folia curitibana. Fantasias elaboradas e maquiagens bem produzidas foram destaques do encontro que reuniu aproximadamente dez mil pessoas, que nem ligaram para a forte chuva que caiu por cerca de 20 minutos durante a tarde.

Depois de caminhar pelo Centro, os zumbis foram até o Centro Cívico, na Praça Nossa Senhora de Salete, para curtir o restante da programação. “Já virou tradição e neste ano está demais, com shows e tudo mais. Acredito que pelo menos umas 15 mil pessoas já estiveram aqui. Curitiba tem Carnaval e também tem zumbis”, disse Flávia Nogueira, uma das organizadoras do evento.

Jansei Delner estava fantasiado de um homem sem braço e explicou o motivo. “Quinta ou quarta vez que eu participo da Zombie Walk e neste ano perdi o braço, porque não é fácil ser zumbi”, afirmou. Já Daniela Alves revelou que quebra a cabeça durante o ano para preparar uma maquiagem legal para o evento. “”É o Carnaval do curitibano, ficamos o ano todo nos preparando para arrumar uma maquiagem legal e fazer bonito aqui com os outros zumbis”, contou.

Confira as fotos do evento feitas pela Banda B: