(Foto: EBC)

Com o fim da Campanha (01/06) cada vez mais próximo e o Dia ‘D’ já realizado no último sábado (12), o baixo número de crianças (de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade) vacinadas contra a gripe em Araucária preocupa. Até o fim do dia 12 de maio foram registrados apenas 3.883 doses aplicadas (43,7% da população alvo, cuja meta é atingir 90%). As crianças estão entre os grupos mais vulneráveis a complicações com a gripe. Outros grupos que são alvo da campanha estão em situação melhor.

Levando em conta todos os grupos da Campanha, Araucária atingiu 63,43% de cobertura vacinal. A vacinação em Araucária ocorre em todos os postos de saúde do município de segunda a sexta-feira. No caso do Dia ‘D’, um sábado em que todos os postos de saúde da área urbana estiveram abertos com suas equipes exclusivamente para vacinação, apenas 827 criançasreceberam as doses em Araucária; o equivalente a 9,32% dessa faixa etária. Esses números aumentam a preocupação com a sequência de dias mais frios, quando é comum aumentar o número de famílias que buscam atendimento de urgência e emergência para as crianças em decorrência de gripe.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), o mês de maio é o mês em que o Pronto Atendimento Infantil de Araucária (PAI) realiza o maior número de atendimentos de crianças. A expectativa é que mais de 9 mil atendimentos ocorram neste mês. Em fevereiro, foram 3.626 atendimentos; em março 6.583 e em abril 7.831. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação dos grupos previstos na campanha também beneficia quem está fora desses grupos por ajudar a combater a circulação dos vírus.

Outros números – A vacinação de gestantes está em 53,22%; a de puérperas (mulheres que deram à luz há menos de 45 dias) em 87,05%; idosos (acima de 60 anos) em 83,01%; profissionais de saúde em 67,78%. O objetivo para esses grupos é atingir 90% da população. Já, para os demais grupos, não existe meta estipulada, sendo que a vacinação dos professores da rede pública ou privada (com atividade em sala de aula) está em 63,05% e a de pessoas com doenças crônicas (casos de comorbidade) está em 49,03%. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Araucária, são as pessoas com doenças crônicas (conforme listagem do Ministério da Saúde) que não tomam a vacina contra a gripe a maioria das vítimas de mortes por complicações da doença.

Vacina – A vacina oferecida neste ano pelo Sistema Único de Saúde é voltada para combater o influenza H1N1, H3N2, e o influenza B (linhagem Yamagata). É preciso esclarecer que a vacina NÃO é capaz de fazer desenvolver a gripe porque é feita com o vírus morto. Outra questão que merece destaque é que a vacina contra influenza realiza a proteção relacionada a alguns dos principais vírus que estão circulando e contidos na vacina anual. Há outros vírus circulando que não contam com vacina.

A vacinação contra a gripe pode ocorrer na mesma ocasião de outras vacinas ou medicamentos; com exceção de quem tomou vacina contra a dengue (ofertada em alguns municípios onde houve surto de dengue) e faz-se necessário aguardar 30 dias de intervalo. Pessoas doadoras de sangue devem esperar pelo menos 48 horas após a vacinação contra a gripe para realizar doação. A vacina contra o vírus influenza NÃO é indicada a pessoas com histórico de reação alérgica à vacinas anteriores ou com alergia grave a ovo de galinha e derivados.

Em caso de dúvida, os moradores podem procurar os profissionais da unidade básica de saúde mais próxima da residência. Parte dos postos de saúde de Araucária ampliou seu horário de atendimento para vacinação. A seguir, a relação de horários das unidades básicas para vacinação.

CENTRO DE SAÚDE ARAUCÁRIA/CSA: das 08h às 12h e das 13h às 17h (ampliado até às 19h).
BOQUEIRÃO: 08h30 às 12h e das 13h às 17h (ampliado até às 18h).
COSTEIRA: 08h às 12h e das 13h às 17h (ampliado até às 18h).
CSU: 09h às 12h e das 13h às 16h30 (ampliado até às 18h).
INDUSTRIAL: 09h às 12h e das 13h às 16h (ampliado. Abre às 08h e fecha às 18h).
SANTA MÔNICA: 08h às 12h e das 13h às 16h30 (ampliado até às 18h).
CALIFÓRNIA: 08h às 12h e das 13h às 15h30 (ampliado até às 17h).
PADRE CHICO: 08h às 12h e das 13h às 17h.
SHANGRILÁ: 08h às 12h e das 13h às 16h (ampliado até às 17h).
TUPY: 08h30 às 12h e das 13h às 15h30 (ampliado até às 17h).
VILA ANGÉLICA: 08h às 12h e das 13h às 16h30.
GUAJUVIRA: 08h às 12h e das 13h às 16h30.
LAGOA GRANDE: 08h30 às 12h e das 13h às 16h.
COLONIA CRISTINA: 08h30 às 12h e das 13h às 16h30 (Ampliado. Abre às 08h).
TIETÊ: 08h às 12h e das 13h às 16h30
RIO ABAIXINHO: 08h às 12h e das 13h às 16h30.