(Fotos: Arquivo Pessoal)

 

A fotógrafa que fez o book da estudante de Direito Andriele Gonçalves da Silva, de 22 anos, disse que o ex-marido da jovem, um policial militar, a incomodou para entregar as fotos do ensaio. Segundo a amiga, o rapaz mandou mensagens e chegou a ir na casa dela diversas vezes para pedir o CD com as imagens.

Moradora de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, Andriele está desaparecida desde a última quarta-feira (9). Ela foi vista pelo última vez durante uma chamada de vídeo com um amigo. Familiares e amigos da jovem suspeitam que o ex-marido pode ter algum tipo de envolvimento com o caso.

(Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com a fotógrafa, a jovem decidiu fazer as fotos logo depois de se separar do policial. “A Andriele não estava se sentindo muito bem e queria aumentar a autoestima. Por isso, me procurou, e nós fizemos o ensaio, ela estava muito empolgada”, contou em entrevista à Banda B nesta quinta (17).

Durante a realização das imagens, feitas em Morretes e Antonina, Andriele não deu detalhes sobre como estava o processo de divórcio, segundo a fotógrafa. “Em nenhum momento ela falou dele para mim, só contou, meio por cima, que tinha um relacionamento perturbado. Eu só fui conhecê-lo há umas três, quatro semanas, quando ele veio na minha casa para pedir as fotos”, relatou.

Na ocasião, a fotografa já havia enviado as imagens por e-mail para a estudante de Direito. Por isso, ela estranhou quando o policial chegou na sua residência, onde funciona o estúdio de fotografia, em Morretes. “Ele veio de moto até a minha casa e disse que queria as fotos dela a todo custo, mas eu só entrego para outra pessoa quando o cliente autoriza, o que não foi o caso dela. Como estava corrido, eu pedi para ele passar aqui outra hora, só que não imaginei que ele viria de novo no dia seguinte”.

Na segunda vez, ele foi à noite até o estúdio e ela avisou que estava trabalhando e que falaria com ele mais tarde. “Ele apareceu mais uma vez no domingo, eu não estava e outra pessoa atendeu a porta. Eu tinha tanta coisa para fazer que não cheguei a conversar com a Andriele, perguntando sobre ele. Naquele mesmo dia, recebi mensagens dele, me cobrando. No fim, entreguei um CD sem as fotos dela e ele parou de me incomodar”.

Desaparecimento

A fotografa afirmou que ficou muito assustada quando foi avisada sobre o desaparecimento da amiga. “Quando eu soube que ela tinha sumido, mandei mensagem para a mãe dela, contando o modo como o ex-marido veio aqui, muito possessivo e ciumento… Diante da atitude dele com as fotos, eu pensei até que ele poderia vir atrás de mim. Fiquei com medo, muito desesperada”, finalizou.

A Polícia Civil, que apura o paradeiro da estudante, ainda não se pronunciou sobre o caso, para não atrapalhar as investigações.

Manifestação

Amigos e familiares de Andriele organizam uma manifestação pedindo por respostas sobre o paradeiro da jovem. O ato acontece em frente à praça da prefeitura de Morretes, já que toda a família é do município, a partir das 19h.

 

Notícia relacionada