Do Minuto Pet (Para retornar a página inicial do Blog clique aqui)

cão-sansão(Foto: Reprodução/Facebook)

O cão Sansão, que foi abandonado na Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC) em março deste ano, foi entregue ao antigo “responsável” por determinação judicial no fim da tarde desta segunda-feira (2). A SPAC informou, por meio da rede social Facebook, que tentou recorrer da decisão. “Temos que obedecer ordens judiciais, mas não temos que nos calar diante delas. O que ocorrer com o Sansão daqui para frente é de inteira responsabilidade do Juizado Especial Criminal”, diz o texto.

Sansão foi deixado na SPAC pelo dono com ferimento infeccionado em processo de necrose com presença de larvas no olho esquerdo. Ele o deixou na entidade para procedimento e ficou de retornar no mesmo dia, o que não ocorreu. Quatro dias depois, a irmã entrou em contato alegando que ele não teria condições de fazer o tratamento do Sansão. Sansão foi tratado e castrado pela Sociedade, permanecendo até ontem sob a responsabilidade da entidade.

“Entregamos o Sansão na presença de Oficial de Justiça por nossa escolha e como testemunha. O indivíduo assinou termo que recebeu o Sansão em perfeitas condições de saúde. Sansão não queria ir com ele. Nem carregar o cão ao carro este indivíduo conseguiu, no que falamos nem para isso servia, e nós o carregamos. Tudo na presença do Oficial. Discutimos com o indivíduo que expressou ao Oficial durante a entrega do Sansão preocupação com seu processo, se estaria mesmo arquivado, muito provavelmente o motivo de tentar demonstrar preocupação com o Sansão ao Juizado”, completou o comunicado.

“Abandonar um animal sob a responsabilidade de outros que teoricamente irão tratá-lo não é sinal de boa vontade com o animal e é crime! Animais não podem ser abandonados em local algum, seja em via pública, propriedade privada alheia ou mesmo em propriedade própria. O desfecho da história do Sansão é um péssimo exemplo a sociedade e este indivíduo somente aprendeu que vale a pena agir de má fé e sem responsabilidade”, finalizou a página.