Parece piada, mas não é?

Uma rede de farmácias de São Paulo, que já foi assaltada 80 vezes esse ano, está através de seu departamento de RH treinando seus funcionários para que os mesmos saibam como se comportarem ao serem assaltados e dessa forma minimizar os riscos de algum deles ser ferido ou até mesmo ser morto durante o assalto.

Como já comentei outras vezes, infelizmente o Estado está a cada dia perdendo ainda mais o controle da segurança, não conseguindo diminuir o número de cri765mes e o cidadão comum, está cada vez mais se tornando refém do medo e da violência, sendo o que mais assusta é não vislumbrarmos uma mudança desse cenário para melhor, mas sim a percepção da tendência de que a violência continuará aumentando e fazendo novas vitimas, enquanto o discurso das autoridades da área de segurança continua sempre o mesmo “estamos com a segurança sobre controle e temos projetos em andamento para melhorar ainda mais”, porém os projetos ou não saem do planejamento ou quando saem não são executados a contento.

Mas ao vermos os noticiários constatamos que nada está mudando, mas que o constante e rotineiro anúncio dos homicídios que ocorrem diariamente está banalizando o “valor” da vida e como uma proteção, a população começou a achar isso uma coisa normal, até que o crime chegue e venha “bater” em sua porta.

O nosso Estado que em um passado recente tinha as suas cidades consideradas seguras, hoje, até mesmo nos pequenos municípios onde a tranquilidade reinava, passaram a fazer parte de uma estatística onde o medo dominou a vida de todos, ou seja, não temos em nosso Estado mais nenhuma cidade que possa ser considerada segura.

O que temos são apenas cidades mais ou menos violentas, mas todas padecem do mesmo mal – INSEGURANÇA.

O que fazer?

Infelizmente não temos muito o que fazer a não ser aumentar o nível de segurança de nossos imóveis, o que está aos poucos transformando nossas casas e nossos locais de trabalho em verdadeiras prisões, onde para nos sentirmos seguros e livres, temos que nos enclausurar, além de, mudar alguns hábitos e rezar para continuarmos a contar com a proteção divina.

Mas se queremos realmente mudar essa triste realidade, temos que usar nosso poder de cidadão e aprender a escolher melhor nossos representantes: Presidente, Governador, Senadores, Deputados Federais e Estaduais, Prefeitos e Vereadores, pois são eles que são os responsáveis por tudo que estamos vivenciando.

E nunca esqueçam, PREVENIR é sempre o melhor remédio. Para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br