Como disse LUIZ GERALDO MAZZA “Não apenas pelos caixas eletrônicos explodidos diariamente, mas também pela frequência de assaltos e arrastões, percebe-se o zero em segurança”

A polícia sumiu das ruas; o policiamento ostensivo que era comum em nossa cidade desapareceu; a polícia só aparece quando há uma ocorrência e se for muito grave, porque senão nem aparece, pois a “fila de espera” é muito grande e a prioridade sempre é para quem está mais em risco.

E aí vem a pergunta? Qual ocorrência e qual vida é mais importantre, se quem ligou para 190 solicitando a presença da polícia paga seus impostos e têm os memos direitos que é oferecido a sociedade como um todo!

Infelizmente a polícia hoje só “enxuga gelo”, ou seja, o serviço que fazem, e a própria vida que os policiais colocam diuturnamente em risco não reflete muito em resultados, pois os marginais como sempre digo, ao serem presos, fazem apenas um tur até a delegacia, pois sabem que em pouco tempo estarão nas ruas.

As informações citadas nos meios de comunicalção dão como disponível para o policiamento 30% da frota existente, o resto está parada esperando manutenção, e dessa forma a polícia também está parando.

É fácil cobrar da políca que é quem se expõe e vai atender a ocorrência, mas o que devemos fazer é cobrar das autoridades responsáveis, Secretário da Segurança, Governador Beto Richa e dos depuitados eleitos que lá estão para representar a população que os paga e a cada dia está mais abandonada.

E principalmete fazer o registro de todas as ocorrências, pois a situação está comoda, pois como a maioria da população não acredita mais na “polícia” e nem na “velocidade” da justiça, acabam por só registrarem as ocorrência dos casos graves ou dos que necessitam para fins de seguro ou prestação de contas, e dessa forma os reponsáveis pela segurança usam essa falta de registro para dizer que a situação está sob controle e que a segurança vai bem, afinal só é problema o que está registrado e o grande volume de crimes que o cidadão por falta de credibilidade no sistema não registrou é como se não existissem.

Num primeiro momento pode até parecer que o cidadão é único que vai se incomodar mais, além do prejuizo e dos riscos que correu ao ser roubado,

mas na prática é a única ação que podemos fazer, mostrar que a violência está aumentando e é muito maior a insegurança e os crimes cometidos do que os dados oficiais mostram.

E nunca esqueçam prevenir é sempre o melhor remédio. Para acessar outras dicas acesse www.coronelcosta.com.br