Todos os dias, vemos absurdos acontecendo, roubos contra transeuntes, roubos a residências, violência contra as pessoas e a única coisa que muda é a cidade e o nome das vitimas nos noticiários.

E a violência não tem mais horário nem local para acontecer, antes os marginais procuravam se esconder, esperavam anoitecer para agirem, mas agora como eles tem a certeza da impunidade, agem a qualquer hora e em qualquer lugar e se forem presos ou apreendidos no caso dos menores de idade, ninguém mais tem vergonha, muito menos receio de serem encaminhados para a Delegacia e se suas fotos saírem nos meios de comunicação, para eles é como um “troféu” para mostrarem para os seus “amigos“ marginais e poderem comprovar como são violentos e audaciosos em seus crimes.

E para indignação geral, as respostas das autoridades são quase como que decoradas e apenas repetidas por todos. “Todas as providências já foram tomadas para resolvermos esse problema”; “Já está sendo providenciado um orçamento para solucionar o problema” e a mais comum “os índices de criminalidade estão diminuindo” apesar de toda a população perceber e sentir o contrário.

Mas infelizmente o discurso fica só na promessa, pois nossa legislação beneficia apenas os marginais, pois é cheia de falhas e “brechas” legais para que os marginais possam em poucos dias, independente de terem sido presos ou não em flagrante estarem livres e prontos para cometerem novos crimes, enquanto que o cidadão que foi vitima só tem como realidade, as marcas da violência física e emocional, além do prejuízo que terá que arcar.

A única alternativa que resta ao cidadão de bem é procurar cuidar da sua própria segurança e da dos seus entes queridos, tomando alguma atitudes preventivas, tais como mudar alguns hábitos; evitar circular no período noturno, principalmente em locais de pouco movimento; melhorar a segurança de seu patrimônio através da instalação de um bom sistema de alarme e se possível até contratar uma empresa para monitorar o seu patrimônio, mas mapa isso é necessário que veja com atenção quem irá cuidar da sua segurança.

Mas nunca esqueçam que PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para ver outras dicas de segurança, acesse www.coronelcosta.com.br