Li um texto do Gen. Chagas muito interessante e resolvi compilar aquilo que considerei mais interessante, mesclando o meu pensamento nesse texto.

Hoje estamos vivemos em um país onde há liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar.

Onde há liberdade para ladrões, assassinos, corruptos, corruptores, mentirosos, traficantes, viciados e hipócritas.

Nossa população vive presa dentro de casa, atrás das grades de segurança, dentro de carros blindados e escondida atrás dos vidros escuros se tiver recursos, mas se não tiver, tem que contar apenas com a proteção divina, pois sabe que o Estado não irá lhe dar proteção nenhuma, mas se o cidadão de bem que cumpre as leis e respeita os princípios de uma sociedade caso faça algo errado, por menor que seja, esse mesmo Estado virá para cima dele como “anjo vingador” e mostrará à sociedade que é dura com quem erra, mas se isso ocorrer com um poderoso ou marginal perigoso, a probabilidade é que o processo “corra” com a velocidade de uma tartaruga.

Outra hipocrisia é o nosso sistema legal onde por formalismos legais, o ministério público ao tomar ciência de algo “errado” e vem a publico dizer que só pode fazer algo se for formalmente notificado, mas se for algo de seu interesse midiático irá iniciar uma investigação e na hora da ação por “acaso do destino” sempre haverá uma emissora de TV acompanhando a sua ação.

Quando olhamos ao nosso redor, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, “bullying”, conivência e mentiras, crianças que matam, drogadas, armadas e por fim assassinadas.

Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.

Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e seqüestros. Uma terra em que a família não é valorizada, onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos…

Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado e em muitos casos transformado em herói.

Onde homens de colarinhos brancos fazem as leis para si, onde os bancos são assaltados e os caixas explodidos, onde bandidos comandam o crime e a vida de dentro das prisões.

“Nunca esqueçam PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br