Para que possam melhor entender o título da matéria, antes vou explicar cada um deles.

FURTO SIMPLES é quando o crime é cometido sem danificar o patrimônio. Ex.: O portão da casa está aberto, o ladrão entra e “pega” uma bicicleta que está no jardim. (Pena de 1 à 4 anos)

FURTO QUALIFICADO é quando o ladrão danifica o patrimônio para poder cometer o crime. Ex.: O ladrão arromba a porta para cometer seu crime e levar um televisor. (Pena de 2 à 8 anos)

ROUBO é quando o crime é cometido com violência contra a pessoa. Ex. O ladrão agride ou ameaça a vitima para cometer o crime. Ex.: O ladrão usando uma arma ameaça a vitima e lhe rouba o celular e a carteira. (Pena de 4 à 10 anos)

Porque fiz essa explicação?

Porque o que temos presenciado é o aumento dos casos de roubo e isso é um reflexo das nossas leis que são fracas e mal aplicadas, onde vemos uma inversão de valores por uma pequena parte da sociedade, mas que tem muita influência nas repercussões sociais.

Isso significa dizer que o marginal é tratado simplesmente como vitima da própria sociedade e que independente do crime que cometa, logo estará novamente solto para cometer novos crimes.

Dias atrás ocorreu um homicídio onde um engenheiro que não reagiu ao roubo e mesmo assim foi morto com um tiro no peito. Esse assassino, mesmo que seja preso, levará vários anos para o seu crime ser julgado e certamente o responderá em liberdade e nesse período com certeza irá cometer novos crimes. Isso se ele for identificado e processado.

A média de processos concluídos em nosso país é inaceitável, onde alguns dados dizem que chegam a 4% e as condenações a 1% no caso dos homicídios.

Aí está a resposta porque apesar da pena ser maior os roubos estão aumentando.

É A IMPUNIDADE QUE ESTIMULA A VIOLÊNCIA. A SOCIEDADE É HOJE NA REALIDADE UMA VITÍMA IMPOTENTE DE DESPROTEGIDA.

Mas nunca esqueçam que PREVENIR é sempre o melhor remédio. Para ver outras dicas de segurança, acesse www.coronelcosta.com.br