Estamos vivendo um período crítico em nossa economia.

E o que tem isso a ver com Segurança?

Tudo! Pois quando a economia está ruim, aumenta o desemprego e consequentemente o número de crimes cometidos e quem sempre acaba “pagando a conta” é o cidadão de bem que cumpre com suas obrigações e paga regularmente seus impostos.

Por isso é fundamental que todos redobrem seus cuidados pessoais e orientem seus familiares com relação a comportamentos e rotinas.

Há poucos dias o filho de um conhecido, foi assassinado às 06:40h, no centro de Curitiba, em plena luz do dia com várias pessoas próximas. Há poucos dias escrevi sobre o risco do “efeito Genovese” e, infelizmente, isso se constatou com a morte desse jovem, onde os que estavam próximos, com medo ou receio de se envolver, apenas observaram, torcendo para não ser a próxima vítima.

Apesar de ser triste dizer isso, em caso de assalto, sempre orientem seus filhos a não reagir e evitar qualquer movimento brusco, pois a maioria dos marginais atuam sob o efeito de drogas e reagem de forma violenta no caso de qualquer esboço de reação e a vida não tem preço para nós cidadãos de bem, mas para marginais sem escrúpulo e sem perspectiva alguma de vida, matar ou morrer lhes é indiferente.

Um bem se recupera e uma vida jamais. E não adianta reagir, pois se nessa reação conseguir dominar o marginal e pedir o apoio da polícia, o risco de ter que ficar “segurando o bandido” enquanto espera a polícia chegar, vai ser demorado e muito arriscado, pois ao contrário da população que faz de tudo para não se envolver e não se comprometer, os marginais nesse ponto são unidos e caso outro marginal passe pelo local, pode haver o risco dele se voltar contra a vítima e se não for realmente seu dia de sorte, ainda aparecerá um ou uma defensora dos direitos humanos para criticá-lo por estar prendendo uma “vítima da sociedade”.

Por isso nunca esqueça, PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para ver outras matérias acesse www.coronelcosta.com.br