Alguns leitores entraram em contato pedindo informações de como se faz para entrar na Polícia Civil ou na Polícia Militar. Em qualquer uma das instituições, a forma de entrar é através de concurso público.

Na Polícia Civil os concursos são para Investigador, Escrivão e Delegado. Os pré-requisitos são definidos em edital, sendo que no último foram solicitados os seguintes: Laudo da Perícia Médica; Certificado de 3º Grau, com Cópia Autenticada; Fotocópia da Carteira de Identidade do Paraná; Fotocópia do CPF; Fotocópia do Título de Eleitor; Fotocópia Cartão do PIS/PASEP; Fotocópia da Certidão de Reservista; Fotocópia da Carteira de Habilitação; 01 (uma) foto 3×4 recente; Comprovante de abertura de conta no Banco do Brasil; Fotocópia do Comprovante de residência; Fotocópia da Carteira de trabalho com a baixa do último emprego; Fotocópia da tipagem sanguínea; Comprovante de exoneração, caso trabalhe em outro Órgão Público; Fotocópia da Certidão de Nascimento ou RG dos filhos; Fotocópia da Certidão de Casamento; Declaração de bens ou fotocópia do imposto de renda (caso não possua declaração de imposto de renda, declarar que não possui bens). E para Delegado é exigido a formação em Bacharel de Direito.

Na Polícia Militar
Soldado – O acesso se dá em dois níveis, podendo entrar na carreira de Praça, como Soldado onde é exigido o Segundo Grau e posteriormente através de concurso interno ir subindo na carreira, sendo que as graduações são – Soldado, Cabo, 3º Sargento, 2º Sargento, 1º Sargento e Subtenente; e durante esse período ainda pode fazer concurso para Oficial Especialista, podendo inclusive chegar ao Posto de Coronel.

O Concurso é composto pelas seguintes etapas: Exame Intelectual; Exame de Capacidade Física – ECAFI; Exame de Sanidade Física – ESAFI; Avaliação Psicológica e Investigação Social.

Pré-requisitos: ser brasileiro; ter no máximo 30 anos de idade no ato da inscrição; ter concluído o ensino médio; aprovação em concurso público; possuir capacidade física; possuir sanidade física; possuir aprovação em exame de adequação psicológica para o desempenho das funções institucionais, de caráter eliminatório e em conformidade com o perfil profissiográfico exigido do candidato, realizado de acordo com as normas do Conselho Federal de Psicologia; ser considerado indicado nos testes toxicológicos; possuir idoneidade moral; estar quite com o serviço militar e obrigações eleitorais;possuir Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B”, no mínimo..

Oficial – Ou entra na carreira de Oficial, através de concurso na Universidade Federal onde passará três anos na Academia do Guatupê, onde se formará como Aspirante Oficial e ai seguirão na carreira com as seguintes promoções à 2º Tenente, 1º Tenente, Capitão, Major, Tenente-Coronel e Coronel. O candidato interessado deverá, por ocasião da abertura de inscrições do Vestibular da UFPR, acessar a página da UFPR (www.nc.ufpr.br). Vencida as fases do Vestibular da UFPR o candidato aprovado será submetido às Provas de Habilidades Específicas, sendo: Exame de Capacidade Física – ECAFI; Exame de Sanidade Física – ESAFI; Avaliação Psicológica e Investigação Social.

Pré-requisitos: ser brasileiro; ter no máximo 30 anos de idade no ato da inscrição; ter concluído o ensino médio; aprovação em concurso público; possuir capacidade física; possuir sanidade física; possuir aprovação em exame de adequação psicológica para o desempenho das funções institucionais, de caráter eliminatório e em conformidade com o perfil profissiográfico exigido do candidato, realizado de acordo com as normas do Conselho Federal de Psicologia; ser considerado indicado nos testes toxicológicos; possuir idoneidade moral; estar quite com o serviço militar e obrigações eleitorais.

Independente as instituição policial que possa vir a escolher, quem optar pela carreira de policial deve ter um espírito de servir ao próximo, mesmo sabendo que a cada dia poderá estar colocando usa vida em risco. Mas podem ter a certeza, que aqueles que realmente tem a vocação para essa atividade terão uma vida cheia de ações que vão lhe recompensar o esforço e a dedicação ao verem o resultado de seus serviços e a sensação do dever cumprido.

Se tiverem alguma dúvida ou alguma pergunta, as encaminhem para o meu e-mail[email protected]

* O Coronel Jorge Costa Filho é consultor em segurança. Formado em Administração de Empresas, tem doutorado em Segurança Pública. Profissional experiente, já comandou a Polícia Militar em Curitiba.