A palavra crise tem sido falada de forma insistente em nosso país, em especial nos últimos tempos. Se não bastasse a crise econômica, temos a crise política, crise institucional e tantas outras. Bom, certamente que nem precisamos falar nos problemas devidos a corrupção e tantos desmandos de um desgoverno que a cada dia demonstra mais a incompetência e aquilo muitos já previam. No entanto, venho aqui falar sobre outro problema que retarda ainda mais o setor produtivo, sustentável, meio ambiente, tecnologia e tantas outras áreas que sofrem com este cenário.

crise1Instituto Ethos

O Brasil está e muito atrasado em relação aos investimentos relacionados as questões ambientais e sustentáveis. Pelo menos 20 anos nos separam dos países de primeiro mundo. Assim sendo, é preciso pensar um pouco sobre o tema, refletir sobre o que precisamos fazer e melhorar. Para um país crescer e ser competitivo, obviamente que precisamos investir em saúde, segurança, educação, infraestrutura, meio ambiente, inovação e tecnologia.

Vamos a alguns itens que temos que avançar: controle do desmatamento, preservação dos rios e mares, florestas e solo, investimentos em saúde, reutilização de agua, energias renováveis, dentre elas destaco a energia solar, redução no consumo de lixo, reutilização e reciclagem. Estes são apenas alguns dos tantos cenários favoráveis e possíveis de serem investidos e potencializados em nosso país. Costumo dizer que sustentabilidade significa redução de custos. Certamente com este fator altamente importante, sustentabilidade é relevante e ainda mais no momento da crise. Pessoas, poder público e empresas privadas, e a sociedade de modo geral, podem e devem se posicionar, fazer a sua parte em busca do desenvolvimento sustentável.

Meu desejo que seja superada a crise e com ela as oportunidades de sermos mais produtivos, investirmos de forma tal que possamos melhorar a qualidade de vida das pessoas, da sociedade, do nosso ar, da biodiversidade, da sociedade em geral e que possamos oportunizar novas demandas em busca do desenvolvimento social, econômico e ambiental de nosso país.

  • Evandro Razzoto é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas