Segundo a ONU, Organização das Nações Unidas, os governos estão fracassando no cumprimento das metas para proteger os animais e as plantas sob um plano estabelecido para a biodiversidade até 2020. Alem disto, prevê o aumento do abastecimento alimentar e desacelerar a mudança climática. Não é de hoje que nada é feito pelos governantes e alem disto é preciso que a população seja orientada a atender esta solicitação.

natureza1Temos visto que espécies estão em extinção, bem como todos os desastres e consequências do desequilíbrio ambiental. É inadmissível que os governantes estejam indiferentes a este cenário. É verdade que alguns governantes estão fazendo a sua parte, mais ainda é muito pouco para que este cenário seja mudado.

Pedindo que os governos redobrem os esforços, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o sucesso na preservação da vida no planeta ajudaria nas metas de “eliminar a pobreza, melhorar a saúde humana e fornecer energia, alimentos e água potável para todos.”

O relatório estima que o mundo precisara entre US$ 150 bilhões e US$ 440 bilhões por ano para alcançar as metas de 2020. É preciso que as medidas sejam tomadas a nível mundial, mais também nos governos municipais e estaduais, pois a mudança so será bem sucedida quando todos, incluindo a sociedade faça a sua parte.

Pense a respeito e tenha uma atitude sustentável para que tenhamos um planeta melhor.

* Evandro Razzoto é professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas.