A poluição sem dúvida tem sido uma mola propulsora dos riscos e dos problemas de saúde. Além da falta de saneamento, a poluição do ar tem sido um grande risco para a saúde. É preciso que haja consciência no cuidado e na preservação do Planeta para que os problemas não avancem.

poluiÉ certo que mais de 60% da população mundial sofrerá nos próximos 20 anos com problemas respiratórios. É isto mesmo, este número é alarmante. Pior é saber que nada tem sido feito para este combate. Em especial, nos grandes centros, com a poluição do ar com os combustíveis, as indústrias, o desmatamento e tudo o que tem prejudicado a natureza.

Somos consequência daquilo que plantamos e que certamente colheremos. Se formos a fundo, perceberemos com a falta de investimento e controle da poluição, acarreta em um custo absurdo na saúde. Uma coisa está intimamente ligada a outra. É preciso que governo, terceiro setor, sociedade e as pessoas em geral tomem decisões afim  de mudarmos este cenário tão preocupante.

Me chama atenção de que nada se fala a respeito disto. A indiferença tem sido a grande vilã desta e de tantas outras situações que estão levando muitas pessoas a morte. É certo de que as mortes relacionadas ao impacto ambiental irão morrer em maior número do que em virtude das guerras. Algo precisa ser feito e quem sabe por você isto pode começar, multiplicando esta informação, repensando suas atitudes. Sejamos conscientes em busca de mais saúde, de uma vida melhor e do desenvolvimento sustentável.

  • Evandro Razzoto é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas