O lixo sem dúvida é um ônus a muito tempo falado, debatido e com tantas sugestões que as pessoas não aguentam se quer ouvir mais sobre o tema. No entanto, nosso papel é de alertar e propor a melhoria deste processo tão importante e impactante em nossas cidades.

A coleta seletiva de lixo tem sido motivo de muitos embates na gestão pública. É bom saber que a coleta seletiva de lixo se da para o lixo reciclável e não o lixo orgânico comum. Para quem é de Curitiba, tão conhecida e premiada com o Lixo que não é Lixo, fica mais fácil compreender sobre a reciclagem. Mesmo assim, Curitiba pelo crescimento e falta de informação também tem sofrido com isto. Sem contar as outras cidades,

Um bom exemplo que temos é que a cidade de Maringá começou este mês a coletar o lixo reciclável. Além do lixo ser uma fonte importante de renda, pois lixo é dinheiro, o fato de que a redução do número de toneladas jogadas no meio ambiente, ajuda e muito na redução do impacto ambiental. Que este exemplo seja replicado por tantas outras cidades. O Planeta verdadeiramente agradece.

Nosso desejo de que os gestores públicos, bem como a sociedade se mobilize em busca de políticas inovadores e sustentáveis em busca de um modelo mais coerente na busca do equilíbrio. Além disto, é preciso informar as pessoas, educar e consequentemente mudar a cultura e o comportamento das pessoas para que o processo seja menos danoso.

O lixo não agrada, mas ele pode ser um agente transformador, não apenas no social, mas também ambiental e econômico. A sustentabilidade deve existir afim de melhorar a vida das pessoas e do Planeta.

  • Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas