Por Evandro Razzoto*

A muito tempo eu falo sobre o problema da água. A pelo menos uns 10 anos tenho me preocupado com isto no longo prazo. Já desenvolvi projetos neste sentido e pouco foi feito. As políticas publicas são inexistentes e pior, não há sinal de que algo será feito. Afinal, a água esta acabando?

cantareiraMesmo o mundo possuir muita água, o fato é que menos de 3% da água do planeta é doce, e disto, muito pouco é própria para o uso. Não se trata apenas do consumo nas residências, mais o consumo nas industrias também é altamente preocupante. Muitas empresas estão mudando de local em virtude da falta de água. E o problema hoje, sem duvida é sobre a falta de água em São Paulo. Quem errou?

Como disse, as políticas publicas são inexistentes e nós não pagamos pela água, pagamos apenas pelo direito de uso. Desta forma, certamente o custo da água aumentara consideravelmente nos próximos anos e teremos que pagar por ela. Por outro lado, é preciso que exista uma mudança de comportamento em busca da economia de água. Os problemas são enormes, muito maiores do que imaginamos. Portanto, é preciso que a economia de água seja constante. Precisamos buscar o equilíbrio, economizando no banho, reutilizando água, reduzindo o consumo em geral em busca do equilíbrio para que não tenhamos problemas maiores do que os já existentes.

Mudar o comportamento, mudar a cultura em busca da economia, em busca de uma longevidade de um bem tão precioso como a água. Mesmo com tudo isto, ainda acredito que a mudança de comportamento somente ocorrera quando pesar no bolso ou quando não tivermos mais água.Isto é lamentável. Meu desejo de que você, meu caro leitor, repense suas atitudes, seu comportamento em busca do equilíbrio em seu consumo. O Planeta agradece, nosso futuro depende de nossa mudança de comportamento. Aos governantes, meu repudio por nada ser feito, ate por que não da voto adotar praticas desta natureza. Apesar de todos os problemas, sugiro que brindemos a vida. Um brinde a água!

* Evandro Razzoto é professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas.