Imagem ilustrativa

Muitos estudos são realizados sobre Processamento Auditivo.

Mas o que é Processamento Auditivo?

Como o próprio nome diz, é o funcionamento dentro do cérebro de tudo que ouvimos.

As crianças ou adultos podem escutar/ouvir os sons, as palavras, as frases ou histórias, mas não compreenderem adequadamente o que ouviram.

Vejam alguns sinais e sintomas que podem servir de alerta para alterações no processamento auditivo: parece que não ouve, pois pergunta muitas vezes “O quê?”, diz: “não entendi”, não executa algumas ordens de imediato, não entende piadas, tem dificuldade de aprendizagem, falhas na atenção, possui dificuldade para lembrar o que foi dito ou parece ter problemas de memória, pode apresentar dificuldade para entender o que está sendo falado quando em ambientes com muito barulho, não consegue acompanhar uma conversa com muitas pessoas falando ao mesmo tempo, etc.

A avaliação do processamento auditivo é realizada por um fonoaudiólogo em uma cabine acústica, onde o indivíduo é colocado com fones no ouvido, através dos quais são aplicados testes gravados em CD de acordo com a faixa etária.

O diagnóstico para tais alterações são denominadas Desordem do Processamento Auditivo (DPA). Muitas vezes a DPA pode estar associada com as dificuldades em linguagem e dificuldade de aprendizagem. A DPA também pode coexistir com outras desordens como por exemplo transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), Dislexia (dificuldade para ler e escrever), etc. Por este motivo é necessária avaliação de uma equipe multidisciplinar com profissionais das áreas da neuropediatria, otorrinolaringologia, fonoaudiologia e psicopedagogia.

As causas que levam a uma DPA podem ser variadas, desde uma ordem genética até de desenvolvimento, dentre outras.

Após os resultados da avaliação do Processamento Auditivo, é fundamental que os profissionais esclareçam os pais e façam os devidos encaminhamentos da crianças aos atendimentos especializados, a fim de realizar atendimento e reestabelecer o funcionamento das habilidades auditivas que se apresentam com alterações, prejudicando assim o desenvolvimento da linguagem e o aprendizado educacional.

*Sobre o blog:

O Blog Cotidiano em foco é feito pela equipe da INTEGRALLE formada pelas profissionais :

Ana Valéria Souza
Fonoaudióloga
CRFa 7370-PR
Formada pela PUC-PR
Fonoaudióloga Clínica desde 2000 atuando com intervenção nos distúrbios da comunicação.
Fonoaudióloga Educacional desde 2008 desenvolvendo projetos de prevenção, triagens, formação de professores e orientação aos pais.
Premiada pelo Sindicato das Escolas Particulares do Paraná pelo projeto “Crescendo e Aprendendo”(2015)

Profissionais da Integralle

Yasmine Hernandes David João
Psicóloga
CRP-08/24131
Formada pela Universidade Positivo
Psicóloga clínica, trabalha com crianças e adolescentes.
Atua com transtornos geralmente diagnosticados pela primeira vez na infância ou adolescência.

Marini Fussek
Fonoaudióloga
CRFª 4047
Especilista em Linguagem
Especialista em Distúrbios da Comunicação
Neuropsicopedagoga
Mestre em Educação
Fonoaudióloga clínica
Professora de Pós Graduação

A equipe INTEGRALLE – Centro de Atendimento Terapêutico e Educacional, oferece:
– Atendimentos clínicos
– Grupos focais
– Grupos de orientação e atualização do conhecimento
– Palestras
-Capacitações
– Público: pais e familiares, Escolas, educadores, acompanhantes terapêuticos, profissionais e estudantes da área da saúde e educação.