Imagem ilustrativa – Foto: Agência Brasil – EBC

O início das aulas chegou e sabemos que junto desse momento vem a fantasia de como o (a) filho(a) que está iniciando a fase escolar, irá vivenciar essa nova etapa da vida. É um momento marcado por ansiedades, medos e culpas por parte dos pais. Afinal não é tão simples o processo de separação do pequeno com sua mãe, não é mesmo? Porém, é uma situação necessária para o desenvolvimento e amadurecimento da criança.

Ao eleger uma escola/creche, é importante que os pais se sintam seguros com a escolha feita. Nesse período, receber orientações e suporte de profissionais que atuam na escola, são fundamentais para os pais ou responsáveis. Por isso, destaco aqui, como psicóloga escolar algumas orientações:

· A adaptação escolar é um processo natural da construção de vínculos entre a criança, a família e a escola.

· É importante que os responsáveis entendam que nos dias de adaptação o choro é normal e aparece pela dor da separação e não por uma recusa em relação à escola.

· Sair escondido acreditando que será melhor para a criança, não é uma boa estratégia. Mesmo que a criança chore, os pais devem se despedir e tentar sair naturalmente. Provavelmente esse “naturalmente” será acompanhado de um coração partido e até algumas lágrimas, mas fiquem tranqüilos, pois essa dor será cada vez menor. As crianças não devem ser enganadas, de forma a acreditar que vão a um determinado lugar, e não à escola.

· É importante ressaltar que esse momento é muito individual e que cada criança irá reagir de uma maneira.

Nesse momento de adaptação, o papel da psicóloga escolar está principalmente em dar suporte e espaço de escuta e acolhida das angústias em relação à separação dos filhos, incentivando os responsáveis e orientando-os da melhor forma possível.

*Sobre o blog:

O Blog Cotidiano em foco é feito pela equipe da INTEGRALLE formada pelas profissionais :

Ana Valéria Souza

Fonoaudióloga formada pela PUC-PR.
Fonoaudióloga Clínica desde 2000 atuando com intervenção nos distúrbios da comunicação. Fonoaudióloga Educacional desde 2008 desenvolvendo projetos de prevenção, triagens, formação de professores e orientação aos pais. Premiada pelo Sindicato das Escolas Particulares do Paraná pelo projeto “Crescendo e Aprendendo”(2015).
CRFa 7370-PR.

Marini Fussek

Fonoaudióloga, Especilista em Linguagem, Especialista em Distúrbios da Comunicação, Neuropsicopedagoga, Mestre em Educação, Fonoaudióloga clínica, Professora de Pós Graduação.
CRFª 4047.

Yasmine Hernandes David João

Psicóloga formada pela Universidade Positivo.
Psicóloga clínica, trabalha com crianças e adolescentes. Atua com transtornos geralmente diagnosticados pela primeira vez na infância ou adolescência.
CRP-08/24131.