Imagem ilustrativa

Voz rouca não deve ser encarada como bonitinha ou charmosa. A rouquidão é sinal de que algo não está bem com as pregas vocais (também conhecidas como cordas vocais) do seu filho.

Durante a fala, ocorre a passagem de ar pelas pregas vocais, localizadas na laringe (no pescoço), provocando vibrações e consequentemente a produção da voz, que deve ser produzida de forma suave, sem esforço, falhas, aspereza ou rouquidão.

Disfonia Infantil é o nome dado à rouquidão na infância. Esta pode ocorrer por viroses, alergias, distúrbios emocionais, abuso vocal (falar muito alto, gritar muito, imitar voz de monstro, forçar o pescoço durante a fala como se faltasse ar para falar, etc.) entre outras causas.

No caso das crianças que fazem abuso vocal, uma das consequências é a possível formação de calos nas pregas vocais/cordas vocais, deixando a voz com este aspecto de rouquidão.

É necessário procurar um médico especialista (otorrinolaringologista) e uma fonoaudióloga para avaliar e realizar os devidos encaminhamentos no caso da persistência da rouquidão, bem como orientação e tratamento se necessário.

Dicas para manter uma boa saúde vocal e evitar problemas mais sérios no futuro:

· O que EVITAR: gritar muito; falar muito alto; tencionar o pescoço durante a fala; tomar gelados, tomar bebidas muito quentes; ambientes com ar condicionado; pigarrear; etc.

· O que FAZER: tomar muita água; comer maçã; respirar antes de falar; regular o tom da voz; às vezes ficar quietinho para descansar as pregas vocais (repouso vocal); etc.

Ajude seu filho nos cuidados com a voz, oriente-o para que sua comunicação seja saudável, pois a voz é parte dela.

16 de abril – “Dia Mundial da Voz”

*Sobre o blog:

O Blog Cotidiano em foco é feito pela equipe da INTEGRALLE formada pelas profissionais :

Ana Valéria Souza
Fonoaudióloga
CRFa 7370-PR
Formada pela PUC-PR
Fonoaudióloga Clínica desde 2000 atuando com intervenção nos distúrbios da comunicação.
Fonoaudióloga Educacional desde 2008 desenvolvendo projetos de prevenção, triagens, formação de professores e orientação aos pais.
Premiada pelo Sindicato das Escolas Particulares do Paraná pelo projeto “Crescendo e Aprendendo”(2015)

Profissionais da Integralle

Yasmine Hernandes David João
Psicóloga
CRP-08/24131
Formada pela Universidade Positivo
Psicóloga clínica, trabalha com crianças e adolescentes.
Atua com transtornos geralmente diagnosticados pela primeira vez na infância ou adolescência.

Marini Fussek
Fonoaudióloga
CRFª 4047
Especilista em Linguagem
Especialista em Distúrbios da Comunicação
Neuropsicopedagoga
Mestre em Educação
Fonoaudióloga clínica
Professora de Pós Graduação

A equipe INTEGRALLE – Centro de Atendimento Terapêutico e Educacional, oferece:
– Atendimentos clínicos
– Grupos focais
– Grupos de orientação e atualização do conhecimento
– Palestras
-Capacitações
– Público: pais e familiares, Escolas, educadores, acompanhantes terapêuticos, profissionais e estudantes da área da saúde e educação.